GEORGE ELDON LADD TEOLOGIA DO NOVO TESTAMENTO PDF

T, Prance e David Wenham. Eerdmans Publishing Co. Originalmente publicado por Wm. Teologia : Novo testamento

Author:Bacage Tojagal
Country:Timor Leste
Language:English (Spanish)
Genre:Software
Published (Last):15 April 2011
Pages:30
PDF File Size:3.71 Mb
ePub File Size:9.18 Mb
ISBN:846-8-71267-862-8
Downloads:14448
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Magrel



A vida e o ministrio de um fariseu convertido, Paulo a mais notvel interpretao do significado da pessoa e do trabalho de Jesus no Novo Testamento. Sendo um homem de trs mundos: judaico, helenstico e cristo. Criado em Jerusalm aos ps do famoso rabino Gamaliel. Paulo era um monotesta inflexvel Gl.

O mtodo de Paulo, de interpretao do Antigo Testamento, o coloca na tradio do judasmo rabnico. Ocorreram trs fatos caractersticos em sua misso apostlica: ele proclamou o Cristo, que antes perseguira; estava convicto de que era sua misso particular levar o evangelho aos gentios; e pregou a justificao pela f em completo contraste com as obras da Lei e sem lev-las em considerao.

Sua converso foi uma inverso abrupta de sua atitude anterior para com Jesus, seus discpulos e a Lei; e muitos estudiosos aceitam o testemunho Paulino, embora no consigam explic-lo. A concluso de que Jesus era o Messias prometido no Antigo Testamento exigiu que Paulo fizesse uma reviso sobre seu entendimento da histria da redeno. Ele continuou a esperar pelo Dia do Senhor, pela apario do Messias em poder e glria para estabelecer seu Reino escatolgico.

Paulo no abandonou o esquema judaico das duas eras e do carter mau da era presente Gl. Paulo faz um contraste ente a morte, que entrou neste mundo por meio de um homem, e a ressurreio dentre os mortos, que tambm entrou neste mundo por intermdio de um homem.

A converso de Paulo, para ele mesmo, a concluso de que, de certa forma real, os eventos escatolgicos haviam comeado, porm dentro da histria dentro desta era demonaca atual. O novo entendimento de Paulo sobre a histria da redeno est resumido em 2 Corntios Assim que, daqui por diante, a ningum conhecemos segundo a carne; e, ainda que tambm tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo, agora, j o no conhecemos desse modo.

Assim que, se algum est em Cristo, nova criatura : as coisas velhas j passaram; eis que tudo se fez novo. A teologia de Paulo a exposio dos novos fatos redentores; a caracterstica comum em todas suas idias teolgicas seu relacionamento com o ato histrico de Deus da salvao em Cristo. Em suma, Paulo encontrou uma nova compreenso da revelao; ou melhor, recuperou o entendimento proftico da revelao com eventos redentores divinos, interpretados pela palavra proftica: Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo 2 Co.

A converso de Paulo representou uma recuperao do sentido da histria liberta doura que o judasmo havia perdido. A experincia que teve com Cristo impulsionou-o para alm da Lei Mosaica, para redescobrir a promessa feita a Abrao e ver seu cumprimento nos eventos recentes, na pessoa e na obra de Jesus. Atualmente, nove das treze epstola paulinas tradicionais so geralmente aceitas como autnticas. No podemos, falar da teologia de Paulo como um sistema abstrato, terico, especulativo; mas podemos reconhecer uma teologia paulina como uma interpretao do significado da pessoa e da obra de Cristo em sua importncia prtica para a vida crist, tanto individual como coletivamente.

Para Paulo, a teologia e a religio so inseparveis. Paulo era um pensador teolgico, para quem os conceitos teolgicos eram fatos a respeito de Deus, da humanidade e do mundo, que descreviam o estranhamento do mundo para com Deus e a obra de Deus em Cristo para trazer o mundo de volta a si.

As fontes do pensamento de Paulo so situaes completamente histricas e tm que ser estudadas nesse contexto. O mtodo texto-de-prova para interpretar as cartas de Paulo, que as encara como revelaes diretas do poder sobrenatural de Deus, pois fornecem aos homens verdades eternas, atemporais, que apenas precisam ser sistematizadas para produzir uma teologia completa; obviamente ignora os meios pelas quais Deus ficou satisfeito ao dar sua Palavra aos homens.

O senso de autoridade de Paulo no particularmente seu, mas foi-lhe conferido, como apstolo, pelo Senhor. Sua experincia no caminho de Damasco no apenas o fez reconhecer Jesus como o Messias ressuscitado e glorificado; mas tambm continha uma chamada de Deus a uma misso particular. Esse fato est registrado nos relatos da converso em atos ; e confirmado pelas prprias. Deus havia separado, antes de nascer, para pregar o evangelho aos gentios. A conscincia do cumprimento de uma misso ordenada por Deus est em todas correspondncia.

Ele era o apstolos dos gentios e ampliou seu ministrio para iniciar a f, e os judeus Rm. Como apstolo, Paulo no mantinha uma autoridade exclusiva, mas uma autoridade que dividia com os outros apstolos.

O fato singular no apostolado de Paulo foi sua missa distintiva para com os gentios. Interesses relacionados.

GARTNER CPM MAGIC QUADRANT 2013 PDF

PDF - Teologia do Novo Testamento

.

EL COCINERO CIENTIFICO DIEGO GOLOMBEK PDF

Resumo Livro Teologia do Novo testamento - George Eddo lago

.

Related Articles